O futuro da publicidade está nas pessoas e não no passado

 

É uma infeliz coincidência que, na semana de lançamento do nosso estudo #CompromissoInegociável, no qual reforçamos a importância de marcas e empresas em se comprometerem com a causa feminista, uma figura conhecida da publicidade tenha a ousadia de comparar mulheres a automóveis em um grande veículo de comunicação.

Até certo ponto, concordamos que existe um oportunismo de certas marcas em se apropriar do feminismo e um esvaziamento do que é o empoderamento feminino - que já temos observado e evidenciado há algum tempo. Mas discordamos da ideia de que consumidores só existem para consumir, não para pensar criticamente. É justamente esse descaso e um certo apego a fórmulas antigas, a um “momento de glória” do passado, que tem sido um entrave para a inovação na publicidade brasileira.

Aliás, glória para quem? Certamente não para mulheres, prejudicadas pela constante e nociva objetificação e imbecilização promovidas pela publicidade, que já demonstraram nem mesmo ser eficazes (http://bit.ly/2uQB5GN). Apenas um grupo muito pequeno de homens se beneficiou da possibilidade de uma comunicação sem diálogo com o consumidor. Hoje, esses mesmos se debatem na tentativa de se manter relevantes em um momento no qual as pessoas têm tanto poder e consomem politicamente.

Não surpreende que empresas menores, profissionais mais jovens e iniciativas mais inovadoras estejam conquistando tanto espaço na comunicação. As próprias marcas estão cansadas do que o mercado está servindo. É aí que reside a importância do que realizamos na Think Eva. Nosso foco está no aprofundamento do que marcas e agências de publicidade sabem sobre as mulheres, bem como no desenvolvimento de estratégias de comunicação que façam sentido para elas enquanto pessoas, mais que consumidoras, e não apenas para um grupo homogêneo de criativos do mercado.

Estamos aqui para trabalhar em parceria com profissionais que buscam solucionar problemas de comunicação reais e que afetam as mulheres diariamente. Essas pessoas já estão dentro das agências e das empresas e não querem fazer parte do passado da publicidade, mas do seu futuro.

Quinta-feira, dia 27, lançaremos #CompromissoInegociável, um estudo profundo sobre o atual momento que marcas e mulheres estão vivendo e para o qual contamos com a colaboração de mulheres brilhantes e transformadoras como Cindy Gallop (Fundadora/CEO da IfWeRanTheWorld/ MakeLoveNotPorn), Djamila Ribeiro (Pesquisadora e mestre em Filosofia Política), Roseane Borges (Mestra e Pós-Doutora em Ciências da Comunicação.) e Rafaela Gobara (Senior digital manager da Avon).